Prefeitura interdita Praça Charles Miller em São Paulo

A Prefeitura interditou, nesta terça-feira, a Praça Charles Miller, na frente do Estádio do Pacaembu, na zona oeste de São Paulo, para evitar "a exploração indevida da área". O local vinha sendo utilizado para realização de feiras de carros antigos, de jipes e outros eventos não autorizados.Policiais militares, guardas civis, fiscais da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e agentes da Administração Regional da Sé fecharam o acesso à praça às 16 horas.Segundo o diretor do Programa de Silêncio Urbano (Psiu), Glauco Aires, uma comissão foi formada para estudar decreto que vai regulamentar o uso da praça. "Vamos pôr um fim nesta exploração indevida", disse.Os dois principais alvos da Prefeitura são uma feira de motos, carros antigos e autopeças, que seria realizada nesta terça, e um encontro de jipeiros, todas as quintas-feiras. Segundo Aires, os organizadores da feira de carros antigos cobravam R$ 25,00 para que comerciantes armassem suas barracas. Chegavam a lucrar de R$ 2.500 a R$ 3 mil por evento.Hélio Herbert Felisoni Júnior, da Associação Nacional dos Colecionadores de Veículos, aproveitou a interdição da praça para distribuir folhetos do Memorial do Automóvel, realizado todas as quartas-feiras, em São Bernardo do Campo, no ABC."Não fazemos parte desse evento (na Praça Charles Muller), mas queremos divulgar nosso novo endereço".Os alunos da Fundação Armando Álvares Penteado (Faap) também não poderão mais estacionar os carros na praça. "Eles estavam sujeitos aos desmandos dos flanelinhas", explicou Aires. Os alunos chegavam a pagar R$ 50,00 por mês aos guardadores de carros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.