Prefeitura não diz valor arrecadado com taxa do lixo

Dois meses depois de iniciar a cobrança da taxa do lixo, a Prefeitura ainda diz desconhecer qual é o valor arrecadado. Ele seria de cerca de R$ 30 milhões, se os donos dos 1,5 milhão de imóveis residenciais e 304 mil não residenciais pagassem só o mínimo (R$ 6,14 e R$ 18,41 respectivamente) em abril e maio. Mas pode ser menor, porque há os inadimplentes.A terceira parcela da taxa vence nesta sexta-feira para 190 mil contribuintes cujos carnês foram postados no dia 23. No total são dez lotes com o mesmo número de imóveis que estarão nos Correios até domingo. A Secretaria Municipal de Finanças ainda não tem uma balanço da arrecadação de abril e maio, porque houve problemas com agências bancárias e foram necessários ajustes.Além disso, como havia opção de trocar o valor informado no carnê e muitos escolheram o mais baixo, ficou difícil o cálculo. Nesse período também foi mudado o secretário. Com a saída de João Sayad, assumiu Luís Carlos Fernandes Afonso. O total deve ser conhecido em julho. Os donos de imóveis residenciais pagam taxas entre R$ 6,14 e R$ 61,36; os comerciais, de R$ 18,41 a R$ 122,72.O 1º Tribunal de Alçada Civil cassou liminar que isentava um contribuinte de pagar a taxa do lixo, por considerar que não se trata de bitributação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.