Prefeitura no interior suspende licitação de cestas básicas

A prefeitura de Ribeirão Preto suspendeu, na última quinta-feira, a licitação para a compra de mais de 41 mil cestas básicas (gasto de aproximadamente R$ 1,25 milhão) que seriam distribuídas pelos programas sociais do município. A decisão foi tomada porque uma liminar judicial, em ação civil pública movida pelo Ministério Público, havia impedido a seqüência do processo. Motivo: havia a especificação de que a empresa vencedora teria de fornecer molho de tomate produzido sob condições que excluiriam a maior parte dos fabricantes do mercado. Como o processo judicial demoraria e a compra emergencial, sem licitação, não pode ser feita corriqueiramente, a medida foi tomada. A prefeitura abrirá outra concorrência pública nos próximos dias. Apesar disso, o MP ainda investigará o caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.