Prefeitura quer limpeza em troca de publicidade

A Prefeitura de São Paulo pretende estender os termos de cooperação para que empresas assumam a limpeza e manutenção de parques em troca de publicidade com base na Lei Cidade Limpa. A Empresa Municipal de Urbanização (Emurb) e a Secretaria do Verde e Meio Ambiente (SVMA), que analisam o projeto, devem apresentar as propostas nos próximos dias. O ponto de partida para a ideia foi o acúmulo de lixo no Parque do Ibirapuera. O pregão para contratação de uma nova empresa está marcado para o dia 26. "Estamos verificando junto ao sistema jurídico da Prefeitura a possibilidade de firmarmos os termos de cooperação até essa data", diz Regina Monteiro, diretora de Meio Ambiente e Paisagem Urbana da Emurb. Segundo ela, a vantagem desse tipo de parceria é a rescisão do contrato no momento em que a empresa não executa os serviços de forma satisfatória. Ela acredita que a forma mais viável seja a contratação de serviço terceirizado e especializado em limpeza de áreas verdes. Pequenas praças da cidade já são conservadas por pessoas ou comerciantes de bairro. Mas, por conta do tamanho dos parques, Regina admite que o termo de cooperação poderá ser feito com mais de uma empresa. No ano passado, o Parque do Ibirapuera firmou um termo de cooperação com o Banco Real, que instalou 550 placas de sinalização e cestos de lixo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.