Prefeitura reestrutura programa de inspeção

No aniversário de um ano de funcionamento da inspeção veicular ambiental, a Prefeitura está levando adiante a reorganização do programa e criou uma espécie de "diretoria" para fiscalizá-lo, formada por técnicos mais próximos ao gabinete do prefeito Gilberto Kassab. O secretário municipal do Verde e do Meio Ambiente, Eduardo Jorge, principal liderança dos primeiros 12 meses de inspeção, perdeu poder no grupo. Kassab criou a Comissão de Acompanhamento e Fiscalização do Contrato de Concessão do programa de inspeção e designou para coordená-la o engenheiro Marcio Rodrigues Alves Schettino, ex-gerente de desenvolvimento da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos). Com Schettino, foi nomeado para o grupo o também engenheiro Octacílio de Oliveira Ribeiro, outro ex-servidor da EMTU. Juntos, Schettino e Ribeiro ajudaram a desenvolver o projeto do primeiro ônibus do Brasil com célula a combustível de hidrogênio, com emissão quase zero de poluente. O protótipo deve entrar em circulação neste ano no corredor metropolitano São Mateus-Jabaquara. Além dos dois técnicos, ligados à Secretaria Municipal de Governo, há um terceiro ligado à Secretaria Municipal de Finanças e dois indicados pela Secretaria do Verde. Entre as missões da comissão, estão fiscalizar, propor medidas e detectar irregularidades no contrato de concessão. O secretário do Verde, Eduardo Jorge, disse, por meio de assessoria, que é "favorável" à criação de uma autoridade municipal reguladora da inspeção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.