Prefeitura retira camelôs da região do Largo 13, em SP

A Subprefeitura de Santo Amaro, na zona sul da capital paulista, com o auxílio de policiais militares e guardas municipais, iniciou na noite de domingo, 15, operação de retirada dos cerca de 2.500 ambulantes que atuam irregularmente da região Largo 13 de Maio. Entre 22h de domingo e 2h da madrugada desta segunda-feira, 16, já foram retiradas 200 barracas, mas não houve registro de confronto entre os guardas municipais e os camelôs. Os ambulantes, que atuam nas ruas Padre José Maria, Delmiro Sampaio, além do Largo da Matriz, do terminal Santo Amaro e da Praça Salim Farah Maluf, vendem de tudo: eletroeletrônicos, roupas, calçados, frutas e alimentos em geral. Segundo as autoridades envolvidas na operação, as blitze devem durar cerca 30 dias e serão realizadas preferencialmente à noite para não atrapalhar a rotina das pessoas que trabalham e moram na região. Serão usados nas operações 16 caminhões, uma retroescavadeira e uma carregadeira para retirar as armações, pois muitas delas são fixas no chão.

Agencia Estado,

16 Abril 2007 | 03h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.