Prefeitura retira mais 16 outdoors irregulares de São Paulo

A prefeitura de São Paulo retirou das ruas da cidade na manhã deste domingo mais 16 outdoors irregulares. Desde janeiro, já foram retiradas mais 400 peças da capital paulista. Neste domingo, a remoção, que foi iniciada com a presença do prefeito, Gilberto Kassab, aconteceu entre as avenidas Pedro Álvares Cabral e Doutor Dante Pazzanese, na região do Parque do Ibirapuera, zona sul da cidade, e foi realizada por funcionários da Subprefeitura Vila Mariana. Segundo Kassab, o ritmo está em bom andamento, tendo em vista que São Paulo convive há mais de 50 anos com os outdoors. A retirada das placas faz parte da Lei Cidade Limpa, que foi sancionada em setembro de 2006 e passou a vigorar em 1º de janeiro deste ano, com a intenção de eliminar a poluição visual de São Paulo. Porém, muitas empresas mantém os anúncios com liminares obtidas na Justiça. Na última sexta-feira, o Tribunal de Justiça derrubou 55 liminares individuais de primeira instância. Com isso, a Secretaria de Coordenação das Subprefeituras informou que novas remoções serão programadas. Kassab disse que está satisfeito com o andamento das remoções e destacou a cooperação das empresas de outdoors que compreenderam a lei e estão se adaptando a esta nova realidade. "Se apenas a Prefeitura estivesse retirando, em 20 meses não teríamos mais nenhum painel na cidade. Mas como está havendo a retirada espontânea, por parte das empresas, esperamos que em poucos meses tenhamos a cidade controlada sob o ponto de vista de poluição visual".

Agencia Estado,

04 Fevereiro 2007 | 18h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.