Prefeitura vai negociar empréstimo com Japão

A Prefeitura de São Paulo vai negociar este ano com o Japão uma ajuda financeira a fundo perdido (sem prazo para pagamentos), para ser usada principalmente em projetos sociais. A informação foi dada pelo secretário municipal de Relações Internacionais, Jorge Mattoso, que participou da reunião da prefeita Marta Suplicy (PT) com o cônsul geral do Japão, Takaaki Kojima, e com o cônsul político Wuzo Cekigawa, na manhã de hoje no Palácio das Indústrias.De acordo com Mattoso, o governo japonês tem interesse em investir em algumas áreas específicas de São Paulo (onde se concentra a maior colônia japonesa fora do Japão). "Ele (os japoneses) gostariam de financiar a reforma administrativa, a informatização do serviço público e a formação e desenvolvimento profissional dos servidores públicos municipais", disse o secretário. O governo japonês enviará à Prefeitura uma lista de programas que gostaria de ajudar a custear. A Prefeitura também deverá fazer uma lista.O secretário explicou que os contatos para a liberação das verbas a fundo perdido (a Prefeitura não pode contratar empréstimos, devido ao endividamento atual) serão feitas por meio da Jaica, agência de desenvolvimento e cooperação do governo japonês. Na próxima sexta-feira, Mattoso participará da primeira reunião com representantes da Jaica.

Agencia Estado,

31 de janeiro de 2001 | 13h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.