Prefeitura vai reformar pontes sobre Pinheiros e Tietê

A Prefeitura de São Paulo vai reformar 24 pontes sobre os Rios Pinheiros e Tietê. Depois dedeixá-las em condições adequadas, o município pretende negociar com setores da iniciativa privada a conservação e manutenção doslocais. Ao todo, o projeto deve custar cerca de R$ 4,8 milhões, uma média de R$ 200 mil para cada ponte.No fim de semana passado, a Secretaria Municipal de Subprefeituras começou a reforma de 11 das 24 pontes. O pacote de ações inclui limpeza, pintura, troca de gradis danificados ereforma das calçadas. Nos casos em que houver alças de acesso, está incluída a jardinagem das áreas verdes.No Rio Pinheiros, as pontes vão ser pintadas de azul, enquanto a cor escolhida para as do Tietê é ocre - na gestão Jânio Quadros (1986-89), aspontes das Marginais foram pintadas, cada uma de uma cor, num acordo com fabricantes de tintas."Esse tipo de ação, na verdade, é rotineira. Faz parte do plano de recuperação e manutenção da cidade como um todo", disse o secretário municipal de Subprefeituras, Jilmar Tatto.As Marginais do Pinheiros e Tietê foramescolhidas, segundo Tatto, por serem as "portas de entrada da cidade". "Todas as estradas que passam por São Paulo estão ligadas às Marginais."O secretário disse que já há empresas interessadas nos termos de cooperação. O sistema seria igual ao existente para a conservação de praças: a empresa custeia a manutenção do bempúblico e, em contrapartida, tem direito a explorar a publicidade da empreitada. "É uma das saídas existentes para a escassez de recursos do Município", salientou Tatto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.