Prefeitura vai rever licitação de peruas

O secretário municipal de Transportes, Carlos Zarattini, admitiu hoje que será necessário realizar uma mudança no processo de licitação de 4.042 peruas, feito por Celso Pitta (PTN) no ano passado. "Os 4.042 (contratos) não vão poder ser assinados da forma como foram aprovados. Isso é uma certeza", disse ele ao deixar o Palácio das Indústrias, onde participou de reunião do secretariado com a prefeita Marta Suplicy (PT). Ele, no entanto, não confirmou se o processo de licitação será anulado. "Isso vai depender do parecer do parecer jurídico da Procuradoria Geral do Município", afirmou Zarattini. O secretário disse que na segunda-feira irá divulgar o resultado do relatório, feito por uma comissão formada por cinco funcionários de sua pasta. O documento será encaminhado para a Procuradoria Geral do Município e para o Ministério Público Estadual, que também investiga irregularidades no processo. Zarattini admitiu que "há número significativo de erros no processo" de licitação dos contratos. Ele afirmou ainda que os erros não causaram surpresa. "Eu não fico surpreso com nada do governo Pitta", afirmou ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.