Prefeituras do RS decretam emergência por causa de temporais

Defesa Civil recebeu 7 decretos e aguarda outros 6; 29 municípios sofreram algum tipo de dano e 5 mil famílias foram prejudicadas

Elder Ogliari, O Estado de S. Paulo

21 Outubro 2014 | 13h24

PORTO ALEGRE - A Defesa Civil do Rio Grande do Sul recebeu sete decretos de situação de emergência emitidos por prefeituras de municípios atingidos pelos temporais da semana passada. Outras seis prefeituras já indicaram que também vão recorrer ao decreto. Embora não haja perspectiva de outras tempestades para os próximos seis dias, o número de municípios em situação de emergência poderá aumentar, à medida que os prejuízos forem contabilizados.

Os decretos já recebidos pela Defesa Civil são os de Estrela Velha, Tupanciretã, Unistalda, Eldorado do Sul, Getúlio Vargas, São Luiz Gonzaga e Palmeiras das Missões. As prefeituras que já anunciaram decretos, mas ainda não enviaram à Defesa Civil, são as de Uruguaiana, São Miguel das Missões, Ametista do Sul, Independência, Porto Mauá e Itaqui.

Os temporais, com fortes chuvas, tempestades de granizo e ventania, ocorreram entre a noite de quarta-feira passada, 15, e a madrugada de domingo, 19. Três pessoas morreram atingidas por causa de raio, árvore e telhas. 

Cerca de 5 mil casas de 29 municípios sofreram algum tipo de dano, como telhados perfurados ou arrancados, paredes destruídas por queda de arvores ou alagamentos.

Nesta terça-feira, 21, ainda havia 40 mil pontos sem energia elétrica em diversas áreas do Estado. Desde domingo, o tempo está bom. A previsão para toda a semana é de dias ensolarados, sem perspectiva de chuva e temporais. 

Mais conteúdo sobre:
Rio Grande do Sul Chuvas Temporais

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.