Prejuízos com o ciclone Catarina ultrapassam R$ 1 bilhão

Cálculos da Defesa Civil de Santa Catarina apontam que o ciclone que devastou parte da região sul do Estado namadrugada de domingo causou prejuízos próximos de R$ 1 bilhão. Serão necessários algo em torno de R$ 340 milhões para a reconstrução das 34 mil casas parcialmente afetadas. As perdas na agricultura poderão chegar a R$ 90 milhões, e reerguer as 500 residências totalmente destruídas deverá custar R$ 15 milhões. Outros R$ 385 milhões serão suficientes para recolocar em atividade 340 empresas, além de hospitais, escolas, redes de energia elétrica e de distribuição de água. Somando outros valores difíceis de calcular, como os prejuízos de pessoas autônomas que não estão trabalhando, o diretor do órgão, Major José Mauro da Costa, acredita que o total chegue mesmo a R$ 1 bilhão. "Até metade da semana que vem deveremos ter os relatórios dos 23 municípios atingidos", prevê Costa. Após a entrega dosdocumentos, eles serão encaminhados em conjunto ao Ministério da Integração. Treze das 23 cidades já decretaram situação decalamidade pública. O mutirão da reconstrução segue a passos ligeiros. Ontem foram distribuídas 3 toneladas de medicamentos a 19 municípios, e o Ministério da Saúde vai enviar mais material às demais cidades atingidas pelo Catarina. Do governo do Paraná estão chegando 100 mil telhas, mesma quantidade que deverá sair de São Paulo nos próximos dias. As doações em dinheiro podem ser feitas através da conta 802.500-5, agência 068-0 do BESC. Não houve avanço nas buscas pelos oito pescadores das duas embarcações que enfrentaram o ciclone. Sete desaparecidossão do barco Antônio Venâncio e um do Valio II, que teve três tripulantes resgatados com vida e dois mortos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.