Prepare o bolso: chegou a vez dos impostos veiculares

O ano nem bem começou e os boletos bancários não param de chegar. Entre as dívidas certas de 2007, para os proprietários de carros de passeio ou utilitários, estão os impostos veiculares como licenciamento, IPVA e seguro obrigatório.O licenciamento, que deve ser feito anualmente, autoriza o veículo a circular em território nacional. Em tese, serve para atestar que o veículo está de acordo com as normas de emissão de ruídos e poluentes, além das condições de segurança. Mas a inspeção para a emissão do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (Crlv) ainda não é muito rigorosa. Para fazer o licenciamento é preciso pagar o IPVA e todas as multas do veículo.IPVAJá o imposto para veículos automotores (mais conhecido como IPVA), que começa a vencer no dia 10 de janeiro, pode ser pago à vista, com desconto de 3%, sem desconto, ou parcelado em três vezes (janeiro, fevereiro e março). Não há uma destinação específica para a utilização desses recursos. O dinheiro é aplicado de acordo com as prioridades estabelecidas no Orçamento do Estado ou prefeituras.O pagamento do IPVA poderá ser feito em casas lotéricas, caixas eletrônicos, guichês de bancos autorizados e pela internet ou agendamento por telefone, desde que o banco no qual o proprietário tenha conta ofereça esses serviços.A exemplo de anos anteriores, não haverá alteração de alíquotas. Carros a gasolina recolherão 4% sobre o valor venal (valor de mercado), apurado durante o mês de setembro de 2006; já carros a álcool e gás pagam 3% sobre o valor venal; bicombustível recolhe 4%; picape com cabine dupla 4%; utilitários (cabine simples), ônibus, microônibus, tratores e motocicletas pagam 2% sobre o valor venal; caminhões recolhem 1,5%. Os veículos com mais de 20 anos estão isentos.O Disque IPVA funciona pelo telefone 3243-3977 por moradores de cidades com DDD 11. Para as demais localidades as informações são obtidas pelo 0800-17-0110.Seguro obrigatórioOutro tributo obrigatório é o DPVAT - Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre -, seguro que garante indenizações às vítimas de acidentes causados por veículos, ou por suas cargas, além dos casos de morte e invalidez permanente e de reembolso de despesas médicas, ainda que os responsáveis pelos acidentes não arquem com essa responsabilidade. As indenizações são pagas independentemente de apuração de culpa, desde que haja vítimas, transportadas ou não pelo veículo automotor.Esse imposto, que teve aumento de mais de 11% (para carros o valor subiu de R$ 76,08 para R$ 84,55; no caso das motos a "mordida" foi ainda maior: R$ 183,84, ante R$ 137,65 do ano passado, um salto de 33,5%), deve ser pago todos os anos, juntamente com a cota única ou primeira parcela do IPVA. Mais informações sobre o Dpvat: 0800-22-1204.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.