Presa dupla acusada de matar 3 em saída de casa noturna no Rio

Vítimas tentaram agredir os acusados, que reagiram; um deles foi identificado pelo circuito interno da boate

Elvis Pereira, estadao.com.br

04 Agosto 2008 | 21h37

A Polícia Civil prendeu nesta segunda-feira, 4, dois acusados de matar, no sábado, 2, três jovens na saída de uma casa noturna em Bangu, na zona oeste do Rio. O fuzileiro naval Flávio Souza dos Santos Vaz Sardinha foi detido quando deixava a Universidade Estácio de Sá, na Barra da Tijuca, onde cursa Engenharia do Petróleo. O corretor de seguros Júlio Pereira da Silva foi preso na casa dele em Realengo.   Na madrugada do sábado, quatro jovens teriam tentado agredir Sardinha e Silva. A dupla reagiu e atirou contra os agressores. Três morreram e o quarto ficou ferido. A polícia identificou o corretor por meio das imagens do circuito interno da casa nas quais ele apareceria pagando suas despesas. Após prender Silva, os policiais conseguiram localizar o fuzileiro naval. Com ele, foram apreendidos um Gol preto e uma pistola calibre 380, supostamente usada no crime.

Mais conteúdo sobre:
Bangu Tijuca Rio de Janeiro polícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.