Presa dupla que assaltou delegacia e fez arrastão no interior

Os primos Renato Silva Leandro, 19 anos, e Leandro Alves dos Santos, 22, foram presos, na tarde de terça-feira, 10, acusados de serem integrantes da quadrilha que invadiu a Delegacia de Torre de Pedra, cidade de 2.144 no interior de São Paulo. Na manhã de segunda-feira, bandidos renderam dois policiais civis, roubaram a viatura e praticaram pelo menos três assaltos. De acordo com o delegado-titular Celso Olindo, da Divisão de Investigações Gerais (DIG) de Botucatu, responsável pelas investigações, durante a fuga os dois primos invadiram o Sítio Santa Cruz, na cidade de Porangaba, onde passaram a noite. Mantiveram o caseiro Guido de Souza Matos, 49 anos, como refém. "Não foi por acaso que os bandidos se refugiram nesse sítio, o Renato trabalhou no ano passado para o proprietário do imóvel. Falaram param o refém que sabiam que seu patrão tinha dinheiro", disse Olindo. Como o dono não apareceu, os bandidos amarram o caseiro e fugiram. Carregaram o que encontraram de interessante: furadeira, revólver para aplicar vacina em gado e um aparelho de TV. Pensado que eles tinham conseguido escapar, os dois foram para a Rodovia Presidente Castelo Branco. E acabaram surpreendidos por policiais militares. Na pochete de Leandro, foi encontrado um revólver 38. Na mochila de Renato, estavam os objetos roubados do sítio e munições. Eles foram reconhecidos pelas vítimas "Os dois presos são moradores da região de Guarulhos (Grande São Paulo) e outros integrantes da quadrilha estão sendo identificados", disse o delegado. Segundo a polícia, Leandro tinha passagem por roubo, furto e tráfico de entorpecentes. Ele era foragido de um presídio do Estado da Bahia.Os dois foram autuados por roubo e formação de quadrilha.

Agencia Estado,

12 Abril 2007 | 09h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.