Presa é enforcada por colega em Penitenciária de Campinas

A detenta Patrícia Cristina Rosaboni, de 30 anos, foi enforcada por uma colega de cela na Penitenciária Feminina de São Bernardo, em Campinas, na tarde de quarta-feira. Socorrida, morreu no Hospital Municipal Mário Gatti. Vivian Carmona, de 20 anos, acusada pelo crime, responderá por homicídio. Ela foi condenada por roubo e transferida de São Paulo para Campinas. Alegou que não tinha intenção de matar, embora tenha reconhecido "diferenças" com a vítima. Segundo a polícia, as duas brigaram na cela de inclusão, onde ficam detentas que chegam à penitenciária. Começaram a discutir, passaram a se agredir fisicamente e Vivian usou cadarços de tênis para enforcar Patrícia, caída no chão. Os agentes de segurança detiveram a acusada, levada ao 5º Distrito Policial, onde foi autuada em flagrante por homicídio, antes de voltar para a prisão. Os cadarços foram apreendidos pelos policiais. Uma sindicância irá apurar o ocorrido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.