Presa faxineira que envenenava idosos para roubá-los

Policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Limeira, no interior de São Paulo, prenderam hoje a faxineira Quitéria Batista, de 49 anos, moradora em Cosmópolis. Ela é acusada de ter envenenado vários idosos para furtá-los, golpe que vinha aplicando há três anos na região.O caso mais recente ocorreu no dia 22 de março em Limeira. Quitéria se passou por agente de saúde e, tendo aparecido na casa onde moravam quatro irmãos idosos, ofereceu um líquido que dizia ser remédio contra a dengue e, quando os velhinhos desfaleceram, a bandida aproveitou para furtar a aposentadoria de R$ 180 que pertencia a um deles.Agostinho Tedeschi, de 85 anos, morreu no hospital. Suas três irmãs - Nércia, de 76, Dahyr, de 79 e Hortência, de 81 - passaram vários dias internadas. A Polícia Civil iniciou a investigação e divulgou um retrato falado da criminosa. A prisão ocorreu em Cosmópolis. A faxineira, que tem uma ficha criminal de quase dois metros por furtos, confessou o crime e também foi reconhecida pelas vítimas.Quitéria contou que oferecia sonífero às pessoas, mas que não esperava que uma delas fosse morrer. A Polícia, no entanto, aguarda o resultado do exame que apontará qual é realmente a substância que intoxicou os idosos. A análise vem sendo feita nas amostras do líquido retirado das vítimas por meio de lavagem estomacal. Quitéria foi encaminhada para a Cadeia Pública de Iracemápolis, onde está à disposição da Justiça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.