Presa quadrilha que agenciava pessoas para o tráfico

Policiais do Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc) prenderam na noite deste domingo, 3, dois irmãos em Francisco Morato, na Grande São Paulo, acusados de atuar como agenciadores de pessoas contratadas para levar drogas para o exterior, conhecidas como "mulas". Wladimir Irmão da Silva, de 26 anos, e Joana Andreza Irmão de Lima, de 27, foram presos depois que um de seus contratados foi detido. O pintor de carros Márcio José Simões, de 33 anos, foi preso no Aeroporto Internacional de Guarulhos poucas horas antes, quando embarcaria para Lisboa levando no estômago 92 cápsulas de cocaína. O pintor foi autuado em flagrante por tráfico internacional de drogas e, nas investigações, a polícia descobriu quem eram os contratantes. Os irmãos foram presos na casa onde moravam. Na residência foram detidos também dois homens com documentos falsos - o camelô Edson Modesto de Oliveira, de 35 anos, e o jardineiro Erbson Fernandes Araújo, de 28. Oliveira tinha documento falso em nome de José Alexandre Dias e, Araújo, em nome de João Enrique da Silva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.