Presa quadrilha que aplicava golpe do "dinheiro fácil"

A Polícia Civil prendeu esta manhã seis integrantes de uma quadrilha que aplicava o famoso golpe do "dinheiro fácil", através de uma falsa empresa financeira chamada Banco Continental Finasa, em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública, o bando publicava anúncios nos jornais oferecendo empréstimo bancário, exigiam dos interessados o depósito adiantado dos supostos juros em dinheiro, como garantia, mas pagavam as vítimas com cheques frios. Para forjar a credibilidade da empresa, os anúncios divulgavam um número de telefone 0800, que era redirecionado para um telefone celular. Ao todo, a quadrilha teria lesado mais de 1200 pessoas em todo o país. O golpe passou a ser investigado depois que uma vítima fez uma denúncia à polícia há três meses. Tendo em mãos um mandado de prisão expedido ontem à tarde pela Justiça, a polícia iniciou a operação de busca por volta das 5h da manhã de hoje. Foram presos em flagrante o chefe do bando, Wagner Geraldo Silva, de 42 anos, conhecido como "Vaguinho", Edson Carlos Soares, de 30 anos, conhecido como "Dida", a mulher dele, Ana Paula Silva Soares, de 25 anos, Edinaldo Soares Santos, de 39 anos, conhecido como "Naldão", Aparecida Leite da Silva, de 42 anos, e Cleize Juliana Garcia, de 19 anos. Com o grupo foram apreendidos uma central telefônica clandestina, centenas de talões de cheque roubados, comprovantes de movimentações financeiras, notebooks, computadores, telefones celulares, além de um revólver de calibre 38 com numeração raspada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.