Presa quadrilha que extorquiu irmão de prefeito

A polícia de Franca encerrou, no final da tarde de ontem, as investigações de uma tentativa de extorsão praticada em Ituverava, em abril, contra Lauro Afonso Lima Machado, irmão do prefeito da cidade, Lúcio Machado. Três pessoas foram detidas e estão presas preventivamente na Cadeia Guanabara, em Franca. Uma delas, Leonardo Ferreira Teixeira, de 45 anos, tem três mandados de prisão decretados pela Justiça: o da tentativa de extorsão e dois por homicídio. Segundo o delegado Wanir José da Silveira, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), de Franca, a Seccional determinou a participação da DIG para facilitar a apuração do caso. Em 12 de abril, Teixeira e Ricardo Batista Dupas, de 30 anos, com uma cópia da chave, invadiram a casa de Lauro à procura de dólares. Não encontraram dinheiro, mas levaram um relógio de ouro e três armas de fogo (dois revólveres e uma pistola). Em seguida, Teixeira ligou para Lauro, pedindo US$ 100 mil, senão mataria integrantes de sua família. Para intimidar e reforçar a ameaça, dava detalhes das rotinas de seus parentes. Com a DIG no caso, Teixeira, que integra uma quadrilha de roubo de cargas, foi detido no dia 28, em São Miguel Paulista. Outro integrante da quadrilha, Vanderci Celestino, de 43 anos, com passagem por receptação, foi detido em Ituverava no dia 6. Dupas foi o último preso, na quarta-feira, em Amparo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.