Presa se despede pelo celular antes de fugir

A presa Rosângela Maria Barbosa da Silva, de 28 anos, a Duda, especialista em roubar joalherias, bancos e lojas, fugiu na madrugada de ontem da Penitenciária Feminina da Capital (PFC), no Carandiru, zona norte. Segundo agentes, antes de escapar, ela pegou seu telefone celular e ligou para se despedir das colegas do Pavilhão 4. A detenta é condenada a 21 anos e estava de castigo na ala disciplinar do Pavilhão 1, onde a vigilância deveria ser redobrada.A ausência de Duda só foi percebida pela manhã. Em nota divulgada ontem, a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informou ter aberto sindicância para apurar a fuga. O delegado Frederico Rehder, do 9º Distrito Policial também investiga o caso.A cela disciplinar onde estava Duda amanheceu com as grades da janela serradas. A Polícia Civil acredita que Duda saiu pela janela, subiu no andaime de uma obra e pulou o alambrado. Segundo funcionários, durante a noite e a madrugada, cães rottweiler também ajudam a fazer a vigilância nas proximidades dos quatro pavilhões. "É impossível ninguém ter notado. Essa fuga está muito estranha", comentaram.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.