Presas estão rebeladas em Bangu

O secretário de Justiça, Paulo Saboya, está a caminho da penitenciária feminina Talavera Bruce, no Complexo de Bangu, onde 26 presas estão rebeladas há cerca de dez horas. As detentas já libertaram a agente Vera Lúcia Davina, que era mantida refém. A guarda Ana Cláudia Pereira ainda está sob poder das presas, que pedem o afastamento da diretora Maria de Lourdes de Oliveira. O secretário disse que não negociará diretamente com as presas. A direção do Departamento do Sistema Penitenciário (Desipe) e dois agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) estão negociando.O presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários, Josias Alves Bello, disse que guarda Ana Cláudia Pereira, mantida como refém há 12 horas, "está fisicamente bem". Segundo o presidente do sindicato, ela está amarrada e é ameçada com estoques (facas artesanais). "Ela corre risco sim, mas os ânimos estão mais calmos agora", afirmou Bello.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.