Presas fogem de cadeia de Indaiatuba; 41 são recapturadas

Cinqüenta e uma presidiárias fugiram no início da madrugada deste sábado, 12, da Cadeia Pública Feminina de Indaiatuba. O grupo saiu correndo pela porta da frente da cadeia, que fica anexa ao prédio do Distrito Policial. Duas carcereiras estariam dormindo no momento da fuga. As presas conseguiram abrir as celas e levaram, da sala da carceragem, três revólveres calibres 38 e uma escopeta 12. A 2ª Corregedoria Auxiliar da Polícia de Campinas foi acionada para acompanhar o caso em sigilo. Há uma suspeita, não confirmada oficialmente, de que as duas carcereiras foram dopadas com sonífero pelas presas ou por uma funcionária do setor de limpeza.A polícia já recapturou 41 detentas, duas mulheres que estavam sem documentos e recuperou um revólver. A cadeia estava com 155 presas, mas a capacidade é para 36 mulheres. A princípio, a fuga foi notada pela Guarda Municipal. Uma viatura da GM com dois homens estranharam a movimentação nas ruas da cidade durante a madrugada. Eles acionaram as policias Civil e Militar de Indaiatuba que comunicaram a ocorrência a outros órgãos de segurança das cidades vizinhas. A cadeia foi cercada.Segundo um policial, durante as buscas, houve grande movimentação na cidade, porém sem trocas de tiros e feridos. Bares e lojas de conveniência foram vistoriados. O quarteirão onde está a cadeia continua cercado pelos policiais. De acordo com outro policial, o trabalho de localização e detenção das mulheres foi facilitado, já que o efetivo policial da região está em alerta geral neste final de semana devido aos riscos de novos ataques dos membros do PCC. Nenhum delegado e ninguém da cadeia foram localizados para comentar.Ampliada às 17h15

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.