Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Presas protestam pela transferência de Suzane

As presas da Cadeia de Pinheiros 4, na zona oeste de São Paulo, fizeram um protesto nesta quinta-feira, arrebentando cadeados e saindo das celas durante a madrugada. Elas recuaram de manhã, pois era dia de visita. O motivo seria a remoção de Suzane von Richthofen, acusada de matar os pais, para a Penitenciária Feminina. Algumas presas da Cadeia de Pinheiros - para detentas temporárias - já vêm cumprindo pena e aguardam vaga no sistema penitenciário.Os parentes entraram para a visita e, no fim da tarde, começaram novo movimento para não deixar o local e evitar que as detentas sofressem represálias por causa do protesto. O Grupo de Operações Especiais (GOE) foi chamado para pôr fim ao protesto e fazer a contagem.Na cadeia 4, havia 731 presas, apesar da capacidade para 580. De acordo com o delegado Gerson Carvalho, diretor do Departamento de Polícia Judiciária da Capital (Decap), a situação foi controlada por volta das 16h30. Na contagem, faltava uma presa, que pode ter saído no meio das visitas.Nesta quinta, a PM fez uma blitz no Centro de Detenção Provisória (CDP) do Belém e localizou um celular, dois carregadores, uma porção de maconha, seis estiletes, uma corda e uma furadeira manual.

Agencia Estado,

21 de novembro de 2002 | 20h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.