Presidente critica Aerolula e pede avião melhor para Dilma

O presidente Lula defendeu a compra de um novo avião para as viagens da sucessora Dilma Rousseff. Em entrevista durante visita ao Maranhão, ele argumentou que a aeronave atual, um Airbus-319, não tem autonomia de voo para longos percursos. "Não tem por que não comprar'', disse.

Leonencio Nossa, O Estado de S.Paulo

01 de dezembro de 2010 | 00h00

Em entrevista no canteiro das obras da usina hidrelétrica de Estreito, na divisa do Maranhão com Tocantins, ele aproveitou para ironizar as críticas à decisão tomada no início de seu governo de adquirir o Airbus-319, batizado pela imprensa de Aerolula, que poderá, no próximo governo, ser substituído por um avião mais eficiente.

"Acabou aquela bobagem do Aerolula", disse. "Agora, estou chateado porque vou deixar a Presidência e não vou levar o avião comigo."

Ainda em tom de ironia, propôs uma campanha da imprensa para ficar com o Aerolula após deixar o governo. "Poderia fazer uma campanha e levar o avião comigo", disse. Ele avaliou que a autonomia de 12 horas de voo do Aerolula não atende à demanda das viagens mais longas da Presidência. "É uma vergonha ter um avião de apenas 12 horas de autonomia."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.