Presidente da Beija-Flor diz que escola mereceu o título

O presidente da Beija Flor e prefeito de Nilópolis, Farid Abrahão David, afirmou que a escola mereceu a vitória, mas não esperava que seria com vantagem tão grande em relação às concorrentes. Beija Flor teve 399,3 ponto e Grande Rio, a segunda colocada, 397,9. "Há muito tempo a gente não se apresentava tão bem, com garra, determinação, cantando muito. A força da comunidade associada ao trabalho dos carnavalescos foi fundamental para garantir o campeonato", afirmou. "A vinda do Alexandre Louzada foi muito importante, pois ele se uniu a uma equipe que já fazia um grande trabalho". Farid disse que embora tenha lamentado a perda do tetra campeonato no ano passado, agora vai começar tudo de novo. "Quem sabe o tetra não vem em três anos?", indagou. O carnavalesco Alexandre Louzada, que junto com outros quatro integra a Comissão de Carnaval da Beija Flor, disse que o título era esperado. Segundo ele, que estreou esse ano na escola de Nilópolis, depois de vencer o campeonato no ano passado pela Vila Isabel, trabalhar em equipe "foi maravilhoso". "Roubei o título da Beija Flor no ano passado e estou devolvendo agora", afirmou ele, que já ganhou três campeonatos, um deles pela Mangueira, em 1998. No momento em que Louzada dava entrevista, foi abraçado pelo presidente de honra Anízio Abrahão Davi, que classificou o carnavalesco de humilde. Ele agora não é mais Louzada. Agora é família Beija-Flor.

Agencia Estado,

21 Fevereiro 2007 | 20h02

Mais conteúdo sobre:
carnaval carnaval 2007

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.