Presidente da CUT de Tocantins é morto em assalto

O Dia do Trabalho no Tocantins foi marcado pela morte do sindicalista e presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) no Estado, Vilmar Araújo Mendes. Ele faleceu por volta das 14h no Hospital Comunitário de Palmas, decorrente de traumatismo craniano. Mendes foi vítima de um assalto ocorrido no final da tarde de terça-feira, na sede do Sindicato dos Trabalhadores na Educação (Sintet), no centro da capital.Segundo testemunhas, Mendes havia sacado de uma agência bancária R$ 5 mil, que seriam aplicados na realização do IV Congresso Estadual da CUT, neste final de semana, ocasião em que seria eleita a nova diretoria da entidade.O corpo do sindicalista será velado na sede do Sintet, em Palmas e enterrado em Colinas do Tocantins, no médio Norte do Estado, cidade de origem de Vilmar Mendes. O presidente da CUT, João Felício deverá participar da cerimônia do funeral.

Agencia Estado,

01 de maio de 2003 | 19h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.