Presidente da OAB lamenta morte de juiz

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Rubens Approbato Machado, divulgou nota lamentando a morte do juiz Alexandre Martins de Castro Filho, da Vara de Execuções Penais de Vitória, ocorrida nesta manhã, no Espírito Santo. "A OAB alerta toda a sociedade brasileira, em especial as autoridades, para a gravidade do fato", afirma a nota da OAB, em referência ao segundo assassinato cometido pelo crime organizado, 11 dias após a morte do juiz-corregedor da Vara de Execuções Penais de Presidente Prudente, Antonio José Machado Dias, em Presidente Prudente, São Paulo. "A truculência e a ousadia do crime organizado no Espírito Santo há muito passaram dos limites, impondo à população o império do terror e desmoralizando os poderes constituídos. Razões mais do que suficientes para que a OAB, no ano passado, defendesse a intervenção federal naquele Estado", acrescenta a nota. Para a Ordem, o crime de hoje do juiz Alexandre Martins, no Espírito Santo, é consequência da "falência do Estado" na área de segurança pública. "É preciso que a sociedade tome consciência: o crime aumenta na proporção em que não se pratica a Justiça", alerta a nota da OAB.

Agencia Estado,

24 de março de 2003 | 13h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.