Presidente do PL pega táxi no local onde avião caiu

O acidente com o avião LearJet, que vinha de Goías, nesta tarde de sábado, provocou o fechamento parcial do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. O jatinho saiu da pista na hora do pouso e foi parar na avenida. Nele, além de piloto e co-piloto, estavam à bordo o presidente do PL, Valdemar Costa Neto, e a namorada dele Maria Cristina Mendes Caldeira. Ninguém se feriu. Como o avião caiu na rua, o presidente do PL e sua namorada pegaram um táxi e foram para a casa.Costa Neto disse que foi um susto. "Nós saimos de manhã de São paulo e fomos em uma festa em Buritis, em Goiás, e não esperavamos isso aí. Acho que falhou o freio e o avião foi parar na rua", disse. Na hora do pouso, o piloto tentou frear a aeronave, não conseguiu, deu um cavalo de pau na pista para parar o avião, mas com a pista molhada por causa da chuva, o avião deslizou e acabou despencando pelo barranco caindo numa rua que dá acesso a Avenida Washington Luís. O jatinho ainda bateu em um carrinho de lanche e o vendedor sofreu um ferimento na cabeça. Como vazou combustível, os bombeiros jogaram água na pista para evitar outro acidente. Uma das pistas do Aeroporto de Congonhas ficou interditada por cerca de uma hora, mas logo o aeroporto voltou a funcionar normalmente. Neste momento os técnicos ainda retiram combustível que vazou do avião.

Agencia Estado,

04 de janeiro de 2003 | 22h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.