Presidente do STJ lamenta "ato covarde" contra ministro

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Nilson Naves, divulgou nota hoje lamentando e classificando de "ato covarde" a agressão sofrida pelo ministro Luiz Fux, membro daquele tribunal. Fux foi agredido quando quatro assaltantes invadiram seu apartamento, na Zona Sul do Rio de Janeiro, por volta das 21h de sexta-feira. Os ladrões levaram dinheiro e objetos pessoais do ministro e de seus filhos.Fux foi levado para o Hospital Copa D?Or, mas passa bem. Segundo informação do STJ, ele tinha hematomas no rosto e dores no joelho esquerdo provocadas por uma pancada. Os exames não constataram fratura ou lesão interna. De acordo com Nilson Naves, a agressão não tem relação com os ataques que vem sendo feitos contra magistrados e tratou-se de um assalto comum. Na nota, o presidente do STJ lembrou que vem pedindo a união de esforços de todas as autoridades para restabelecer a tranqüilidade no Rio de Janeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.