Presidente do STJ silencia sobre denúncia de agressão verbal a estagiário

DISTRITO FEDERAL

, O Estado de S.Paulo

26 Outubro 2010 | 00h00

Acusado de demitir aos berros um estagiário, o presidente do Superior Tribunal de Justiça, Ari Pargendler (foto), optou pelo silêncio. Ao contrário do esperado, ele não quis falar ontem com os jornalistas sobre a acusação de agressão verbal feita pelo estagiário Marco Paulo dos Santos, que sustenta ter sido agredido verbalmente e demitido por ordem de Pargendler. A dispensa ocorreu após desentendimento com o estagiário na fila do caixa eletrônico. O estudante estava imediatamente atrás de Pargendler, que usava o caixa eletrônico. "Saia daqui, saia daqui, estou fazendo uma transação bancária", teria dito o ministro. O estagiário teria respondido que apenas aguardava sua vez. O presidente do STJ teria reagido: "Sou o ministro Ari Pargendler. Você está fora daqui, isto aqui acabou para você." O caso deve ser decidido pelo STF. O Conselho Nacional de Justiça também pode apurar o caso. Mas nenhum procedimento ainda foi aberto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.