Evaristo Sá/AFP
Evaristo Sá/AFP

Presidente pede para ministro não esticar a corda

Pedido foi feito após fala de Torquarto Jardim sobre polícia do Estado do Rio de Janeiro

O Estado de S.Paulo

02 Novembro 2017 | 03h00

O presidente Michel Temer pediu ao ministro da Justiça, Torquato Jardim, que não estique mais a corda com o governo do Rio. Em conversa por telefone com Torquato na quarta-feira, 1º,  Temer recomendou a ele que espere a poeira baixar e silencie sobre críticas do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB )e do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

As afirmações feitas pelo titular da Justiça na segunda-feira – durante café com jornalistas, em seu gabinete – provocaram mal-estar no Palácio do Planalto. A maior preocupação de Temer, agora, é com a revolta de Maia, que disse esperar uma posição oficial do governo sobre o episódio.

Temer depende de Maia para aprovar projetos de lei no plenário. Ao comprar uma briga com o Rio, Torquato se desgastou com o homem que o Planalto só quer agradar. É um embate com desfecho imprevisível, principalmente quando a reforma ministerial entrar em cena.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.