Preso acusado de envolvimento na morte de policial

A polícia prendeu hoje Welton Alves Pereira, de 26 anos, o último acusado de envolvimento na morte do investigador Antonio Carlos Soares, de 29. O crime, que fora atribuído aos ataques do Primeiro Comando da Capital (PCC), foi, na verdade, um roubo. Pereira foi detido na Vila Tupi, na Praia Grande, no litoral paulista. Ele alegou ter sido obrigado a participar do crime ? seus comparsas teriam ameaçado matar seu filho caso ele não os ajudasse. Já um de seus colegas, Paulo Roberto Pereira da Silva, o Paulo Maluco, disse que foi Pereira quem planejou o crime para roubar as armas do policial. De acordo com a polícia, Pereira e outros quatro homens atraíram o policial do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para uma armadilha. Diziam que queriam contratá-lo como segurança de uma festa. Quando policial foi ao encontro do grupo, acabou dominado e morto com um tiro na nuca no dia 7. Seu corpo foi achado queimado dentro de seu carro, um Gol, no Parque Arani, em Guarulhos, na Grande São Paulo. Amanhã, o DHPP deverá acarear os acusados. O departamento também fará a reconstituição do crime.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.