Preso acusado de envolvimento no roubo à Igreja da Penha, no Rio

José Carlos do Nascimento, de 46 anos, é acusado de participar do assalto em um dos mais conhecidos cartões-postais do Rio

Marcelo Gomes, O Estado de S. Paulo

20 Maio 2013 | 08h45

RIO - Policiais da 22ª Delegacia de Polícia (Penha) prenderam, no domingo, 19, José Carlos do Nascimento, de 46 anos, no bairro Vila Rosali, no município de São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Ele é acusado de ter participado do roubo à Igreja Nossa Senhora da Penha, na zona norte do Rio de Janeiro, ocorrido na noite do último dia 8. A Igreja da Penha é um dos mais conhecidos cartões-postais da cidade.

Na ocasião do crime, José Carlos e outros dois comparsas, armados, mantiveram os dois vigias que estavam de serviço sob a mira das armas, enquanto assaltavam a paróquia. Foram roubados R$ 10 mil do cofre, R$ 1.800 do padre e R$ 200 da administração da igreja. Os ladrões também levaram o cálice usado nas missas, uma medalha e diversos relógios. O pároco Serafim Fernandes não estava no local no momento do roubo.

Segundo a polícia, José Carlos trabalhou na obra de reforma da igreja e havia sido demitido há pouco tempo. Contra ele havia quatro mandados de prisão, expedidos pela Vara de Execuções Penais (VEP). Ele cumpriu 15 dos 30 anos de sua condenação pelos crimes de sequestro, cárcere privado e roubo qualificado. José Carlos saiu da prisão em 2008, após obter o benefício da progressão para o regime semiaberto. Porém, não cumpriu com as obrigações assumidas perante a Justiça e, por isso, era considerado foragido.

Mais conteúdo sobre:
penharouboigreja

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.