Preso acusado de extorsão em Catanduva

Agentes do Serviço de Inteligência da Polícia Civil de Catanduva prenderam em flagrante um estudante de Direito, de 18 anos, quando ele extorquia o advogado de um médico acusado de pertencer à rede de pedofilia da cidade. O estudante cobrava R$ 10 mil para entregar um DVD que teria imagens do médico abusando de crianças. Em Marília, a Polícia Federal iniciou perícia em computadores apreendidos com um sindicalista acusado de pedofilia. Os equipamentos foram achados no Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Públicos de Marília (Sindimmar).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.