Preso acusado de fabricar armas para o PCC

A polícia prendeu no início da noite de ontem José Ricardo Areas, de 43 anos, acusado de fabricar armas para o Primeiro Comando da Capital (PCC). Na casa dele, em São Miguel Paulista, zona leste, foram apreendidas seis metralhadoras caseiras inacabadas, uma metralhadora industrial de calibre 9 mm e duas espingardas, além de munição.Policiais do Setor de Investigações Gerais (SIG) da 5ª Delegacia Seccional (Leste) chegaram ao endereço ao investigar um menor detido no 24º DP (Ermelino Matarazzo) com um fuzil e uma espingarda calibre 12 artesanal. Ele disse à polícia que as armas eram de dois homens conhecidos como Fabiano e Branco.Segundo a polícia, o infrator afirmou que esses homens eram integrantes do PCC e encomendavam as armas com Areas. O adolescente também revelou o endereço do armeiro. Às 18h de ontem, policiais do SIG, comandados pelo delegado titular Marco Antonio Bernardino Santos, foram à casa do acusado. Um policial se apresentou como Branco e outro com Fabiano. Eles disseram: "Viemos buscar a metralhadora encomendada". Sem perceber que os dois homens eram investigadores, Areas afirmou: "A arma ainda não está pronta". Depois disso, ele recebeu voz de prisão. Segundo o delegado, Areas também é integrante do PCC, já cumpriu 10 anos de prisão e estava em liberdade condicional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.