Preso acusado de financiar furto do BC de Fortaleza

Antonio Vieira teria recebido cerca de R$ 4 mi dos R$ 164,7 mi retirados do cofre do BC, por meio de um túnel

Elvis Pereira, do estadao.com.br

15 de novembro de 2008 | 13h02

O ex-prefeito de Boa Viagem (CE) Antonio Argeu Nunes Vieira (PMDB), de 46 anos, foi detido na última quinta-feira sob acusação de ter financiado o furto milionário do Banco Central de Fortaleza. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Federal (PF), o cumprimento do mandado de prisão preventiva ocorreu no Aeroporto Pinto Martins, na capital do Estado, pouco depois do acusado desembarcar de Brasília.  De acordo com a PF, as investigações dão conta de que Vieira teria recebido cerca de R$ 4 milhões dos R$ 164,7 milhões retirados do cofre do BC, por meio de um túnel, em agosto de 2005. Na quinta, a polícia localizou um comerciante que teria sido usado como laranja pelo ex-prefeito na compra de dois veículos. Suspeita-se que o peemedebista também teria gastado parte do montante na aquisição de três fazendas em Boa Viagem - a 216 quilômetros de Fortaleza - e cujos documentos estariam em nome de terceiros.  Vieira e o comerciante são mantidos na Superintendência da PF em Fortaleza. O político tentou voltar a comandar a prefeitura de Boa Viagem na última eleição, mas obteve apenas a terceira colocação, com 5.822 votos - 20,68% do total.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.