Preso acusado de matar executivo em janeiro

A Justiça de São Paulo decretou a prisão temporária de Julio Cesar Marçal Faustino, de 23 anos, acusado de assassinar em janeiro deste ano Massuo Nagashima, de 56 anos, executivo de uma multinacional, na Saúde, na zona sul da capital. Faustino confessou ter matado a vítima por achar que ela iria reagir ao assalto. Segundo o delegado Rui Karan, do DHPP, Faustino teria atirado no ombro do executivo após abordá-lo na entrada da garagem de seu prédio de classe média, na Rua Visconde de Inhaúma. Ele foi reconhecido por testemunhas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.