Preso acusado de matar juíza dentro de fórum em MT

Ex-marido da magistrada, Evanderly Lima estava escondido na mata desde sexta-feira, 7, dia do crime

Fátima Lessa, Especial para o Estado

10 de junho de 2013 | 14h01

CUAIBÁ - Evanderly de Oliveira Lima, o principal suspeito do assassinato da juíza Glauciane Chaves de Melo, da Comarca de Alto Taquari (479 km a sul de Cuiabá), na sexta-feira, 7, foi preso na manhã desta segunda-feira, 10. O crime aconteceu dentro do fórum, na sala da magistrada.

Lima é enfermeiro e ex-marido da vítima e estava foragido desde o assassinato. Ele foi encontrado dentro da mata que estava cercada pela polícia, camuflado (coberto de folhas secas), e não reagiu à prisão.

O revólver calibre 38 usado para cometer o crime foi encontrado na própria sexta-feira pela polícia, jogado no gramado do fórum. Evanderly Lima teve a prisão decretada no sábado pelo juiz Pedro Davi Benetti que, após a morte de Glauciane, responde pela comarca.

Na decisão, o magistrado ressalta que existem indícios suficientes de autoria e materialidade do crime por parte do acusado. Também afirma que a medida é necessária para a manutenção da garantia da ordem pública, que foi abalada pela gravidade do caso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.