Preso acusado de matar seis mulheres no Espírito Santo

Ele teria assassinado vítimas que seriam prostitutas ou usuárias de droga e confessado os crimes

Solange Spigliatti, Central de Notícias

31 de dezembro de 2010 | 09h03

SÃO PAULO - Foi apresentado na quinta-feira um homem suspeito de matar neste ano seis mulheres, que seriam prostitutas ou usuárias de drogas, no Espírito Santo. Edmar Silva Rodrigues Júnior, de 37 anos, foi detido na noite de terça-feira e confessou a autoria dos seis homicídios, além de uma tentativa de assassinato.

Foram apreendidas parte das roupas de uma das vítimas, a camisa que o detido supostamente vestia nas abordagens às vítimas, o carro usado nos crimes, uma tesoura e uma faca utilizadas para cometer os assassinatos.

Em depoimento, Edmar revelou que ao abordar as vítimas se apresentava como policial. Após algemar as mulheres, o suspeito desferia golpes com um objeto cortante. Segundo a polícia, ele declarou que as mulheres eram prostitutas e usuárias de droga e por isso deviam morrer. Disse que estava ajudando a polícia.

Todos os homicídios foram cometidos no município de Serra, sendo cinco no mês de outubro deste ano e o sexto, no dia 23 de dezembro. A vítima da tentativa de assassinato, que também é uma mulher, foi abordada no mesmo local e conseguiu escapar porque fingiu que estava morta.

No último dia 14 de dezembro, cinco ossadas humanas foram encontradas no bairro Maringá, em Serra, onde o suspeito diz ter jogado os corpos, mas somente o exame de DNA poderá comprovar com certeza a identidade das vítimas.

Tudo o que sabemos sobre:
crimehomicídiomulheresprisãoES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.