Preso acusado de seqüestrar 30 pessoas

A polícia informou nesta segunda-feira que prendeu o ladrão Fábio Soares Nepomuceno, apelidado de Binho, acusado do seqüestro de 30 pessoas nos últimos 12 meses, nos bairros da zona sul de São Paulo e na região do ABC paulista.Para obrigar os parentes dos seqüestrados a pagar o resgate, Binho ameaçava, por telefone, enviar pedaços dos corpos das vítimas. Ele usava favelas e casas abandonadas como cativeiro. O assaltante foi preso pelos policiais da Divisão de Crimes Contra o Patrimônio na madrugada de sábado, quando pretendia encontrar cúmplices perto de um shopping.Ele já foi processado por extorsão mediante seqüestro e porte ilegal de arma. Sua quadrilha era integrada por 15 pessoas.As vítimas eram escolhidas entre empresários, comerciantes e bancários. O seqüestrador, segundo a polícia, fazia o levantamento da vida das pessoas. A execução ficava a cargo de um grupo de ladrões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.