Preso chefe de quadrilha de clonagem de celulares

O comerciante libanês Houssan Mustafá Zahwe, de 29 anos, foi detido por policiais do Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc) na Rua Santa Efigênia, na região central da Capital, na noite de ontem, acusado chefiar a máfia de clonagem de telefones celulares de passageiros deaeroportos da capital. Zahwe também mantinha na rua uma loja de componentes eletrônicos.O libanês foi o segundo integrante da quadrilha a ser preso. Na tarde de ontem, policiais do Núcleo de Apoio e Proteção às Escolas (Nape) prenderam Abraão Correia da Silva Filho, de 33 anos, na Casa Verde, zona norte. De acordo com o Denarc, ele era responsável pela captura de informações dos celulares, em frente ao Aeroporto de Congonhas, para produção dos clones. Os celulares vendidos para líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC) eram distribuídos em presídios de São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.