Preso comandava quadrilha de traficantes por celular no RS

Uma força-tarefa da Promotoria Especializada Criminal de Porto Alegre desmontou uma quadrilha de traficantes que era comandada de dentro da Penitenciária Modular de Osório, por telefone celular, pelo presidiário Ildo Alves Pinto. Cinco pessoas foram presas entre os dias 4 de maio e 9 de junho. O resultado da operação foi divulgado nesta segunda-feira. Nas milhares de escutas feitas com autorização da Justiça, a investigação constatou que o prisioneiro passava instruções a uma parceira, Silvana da Silva, e até recrutava vigilantes e vendedores para pontos de oferta de drogas no litoral do Rio Grande do Sul. Apesar de se constituir em falta disciplinar, o uso de celulares pelos presidiários está disseminado nas penitenciárias gaúchas. "Isso evidencia a falência do sistema carcerário", avalia o promotor Ricardo Herbstrith, que admite temer uma escalada do crime organizado no País se o assunto não for tratado com a urgência e a seriedade necessárias pelas autoridades e por toda a sociedade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.