Preso confessa ter matado médica

Gilvan de Assis, de 35 anos, interno da Colônia Penal Lafayete Coutinho, em Salvador, confessou o assassinato da médica Rita Martinez, de 39, segundo a polícia baiana. O crime ocorreu há uma semana. Preso no regime semiaberto por estupros e roubo, ele havia recebido indulto de Dia dos Pais. Filmado abordando Rita em um shopping, ele contou que pretendia estuprá-la. Assis dirigiu o carro da vítima até a BR-324. Ao chegar a uma estrada de terra, Rita tentou fugir e ele a atropelou.

, O Estadao de S.Paulo

13 Agosto 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.