Preso é decapitado em rebelião no Espírito Santo

Dois presos foram assassinados, um deles decapitado, neste domingo em Viana, no Espírito Santo. Os rebelados penduraram os dois corpos em uma grade do presídio e ameaçam matar outros 22 presos. Um agente penitenciário e cerca de 100 parentes e familiares de presos foram feitos reféns dentro da penitenciária. Os detentos também estão com granadas e ameaçam explodir o presídio se a Polícia invadir.Em Linhares, há 46 mulheres de presidiários como reféns. Na Casa de Passagem de Vila Velha, são mais quatro reféns. Só os presos de Vila Velha chegaram a fazer reivindicações para as autoridades. Eles querem que os cinco detentos que estão na Polícia Federal sejam transferidos para presídios estaduais. As negociações estão suspensas desde sábado.Para evitar novas revoltas, o governo do Espírito Santo proibiu as visitas íntimas aos detentos em todo o Estado. A decisão provocou o início de uma nova rebelião na manhã deste domingo, no Presídio Feminino de Tucuns, que já foi controlada.Também na tarde deste domingo, a Força Nacional de Segurança chegou ao estado. O grupo, formado por policiais federais de elite, irá ajudar a policia local na contenção das rebeliões.

Agencia Estado,

18 de junho de 2006 | 15h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.