Preso é morto durante rebelião em Taubaté

Os presos da cadeia pública de Taubaté rebelaram-se nesta madrugada, logo após os carcereiros terem descoberto buracos nas paredes de três celas, por onde os detentos pretendiam chegar aos fundos do prédio e fugir. Os rebelados assassinaram o detento Marco Antônio da Silva, apontado pelos demais presos como autor da denúncia sobre a tentativa de fuga.Os detentos atearam fogo a colchões e móveis, mas não conseguiram sair para o pátio central porque um batalhão de choque da Policia Militar chegou rapidamente ao local.A cadeia de Taubaté comporta 80 presos, mas está superlotada, com 248 detentos. O delegado Francisco Amendola informou que a tentativa de fuga foi descoberta porque vizinhos do prédio disseram ouvir muito barulho todas as noites, proveniente da cadeia. Seis presos acusados de liderarem a tentativa de fuga foram transferidos.

Agencia Estado,

04 de setembro de 2001 | 16h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.