Preso é morto em motim em João Pessoa

O presidiário Wilson Alexandre, o Dudinha, homossexual, foi enforcado nesta terça-feira à noite, às 20 horas, na cela 18, com o cadarço do próprio sapato, por um grupo de amotinados no Complexo Penitenciário Silvio Porto, em João Pessoa, que desconsideraram o acordo feito nesta terça à tarde com a juíza Maria das Neves do Egito. As negociações estão suspensas, e o clima dentro do presídio é tenso, porque os amotinados se recusam a entrar em suas celas, enquanto cerca de 200 policiais permanecem na entrada do presídio para garantir a segurança externa.A juíza das Execuções Penais prometeu cumprir as principais exigências dos presos, que reivindicam banho de sol até às 13 horas, melhoria na alimentação, revisão processual, transferência de presos para comarcas de origem e a liberação de cultos evangélicos e católicos.O Comandante da Polícia Militar, coronel Ramilton Cordeiro, disse que a situação é preocupante, mas está sob controle.Os amotinados reivindicam também a volta do ex-diretor do Complexo Penitenciário Silvio Porto, capitão da PM, Lívio Sérgio, transferido para a penitenciária do Roger, na zona norte de João Pessoa. "O capitão Sérgio não volta", garantiu o comandante da PM.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.