Preso em Jundiaí ladrão de blindados e joalherias

A polícia prendeu em Jundiaí, no fim de semana, Leandro Fiuza, de 28 anos, um dos principais ladrões de blindados e joalherias da capital. Segundo os policiais da Delegacia de Roubos a Banco, responsáveis pela prisão, ele é acusado de participar, juntamente com Carlos Alberto de Andrade, o Carlinhos Body Glove, do seqüestro de funcionários de joalherias e empresas de transporte de valores.Um dos assaltos, que rendeu cerca de R$ 7 milhões para o grupo, ocorreu no começo deste ano, no bairro do Cambuci, zona sul da capital. Os assaltantes seqüestraram parentes de um dos chefes de segurança da empresa Preserve, transportadora de valores, e roubaram os R$ 7 milhões que estavam em malotes.Fugitivo da Penitenciária de Franco da Rocha e condenado a 11 anos e 8 meses, Fiuza responde a 12 inquéritos por roubo de bancos e extorsões. Com ele, policiais apreenderam dois fuzis HK-47 e uma pistola calibre 9 milímetros comprados, segundo dele, de um traficante na zona sul.Fiuza, que era procurado há um ano, foi autuado por portar armas de uso exclusivo das Forças Armadas. O promotor Roberto Porto, do Grupo de Atuação Especial e Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), que investiga a atuação da quadrilha de Body Glove e Fiuza, solicitou à Corregedoria dos Presídios a transferência de Fiuza do Centro de Detenção Provisória (CDP), do Belém, para uma prisão de segurança máxima.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.