Preso envolvido com ataque a agente na Praia Grande

A Polícia de Praia Grande prendeu neste domingo um rapaz suspeito de atirar no agente penitenciário Joelson Souza Maia, de 37 anos, atingido por três tiros na tarde de sábado, quando se encontrava em frente a um bar, no Jardim Melvi, próximo de sua casa.O rapaz preso, Marcio Jeferson dos Santos, de 21 anos, confessou ter participado da ação, mas apontou um companheiro, Renato, de 19 anos, foragido, como autor dos disparos.Joelson passou por cirurgia ainda no sábado, na Santa Casa de Praia Grande. Seu estado inspira cuidados por conta de uma hemorragia pulmonar. O agente penitenciário trabalha como guarda muralha na Penitenciária 2 de São Vicente.Ao contrário dos acontecimentos da semana, domingo foi um dia calmo na região. Não houve queima de ônibus nem ataques a bancos e revendedora de veículos.Em um dos 16 ataques a ônibus no município de São Vicente, o menino Henrique Augusto Paulino, de 2 anos e 9 meses, que voltava do cinema com a mãe, sofreu queimaduras de segundo graus nos braços, mãos e parte do rosto. Ainda bastante traumatizado, o garoto se encontra internado no setor de queimados da Santa Casa de Misericórdia de Santos. A expectativa dos médicos, é de que Henrique permaneça mais um mês internado. Ele deverá passar por um enxerto de pele nas mãos.A funcionária pública N.P., de 32 anos, também se encontra internada após ter sofrido queimaduras nas nádegas. Ela contou aos médicos que caiu sentada sobre o fogo, quando tentava sair com o filho Henrique do ônibus em chamas, atacado por um coquetel molotov na noite de terça feira, nas proximidades do Jóquei Clube, em São Vicente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.