Preso escapa de penitenciária de segurança máxima

A Secretaria de Administração Penitenciária vai investigar se os guardas de muralha da penitenciária de segurança máxima "Tarciso Leonce Pinheiro Cintra", o P1 de Tremembé facilitaram uma fuga. Na madrugada de hoje um preso conseguiu driblar o sistema de segurança e sem ser percebido escalou uma muralha e fugiu. José Élson Gonçalves da Silva, de 25 anos, conhecido como Alemão estava na penitenciária desde julho do ano passado. Condenado por roubo a sete anos de prisão, o detento cerrou um alambrado, escalou a muralha com a ajuda de uma teresa (lençóis amarrados) e saltou para fora do presídio. A fuga só foi percebida na troca de turno dos agentes penitenciários, por volta das 6h15. O presídio tem capacidade para 750 homens, mas atualmente está com 1.014 detentos. O helicóptero da Polícia Militar passou a manhã de hoje sobrevoando a região de Tremembé, na tentativa de localizar odetento. Até o final da tarde Silva continuava foragido. A Secretaria de Administração Penitenciária não soube informar quantos agentes penitenciários faziam a segurança do presídio naquela noite.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.